Sectur realiza pesquisa, reestrutura o direcionamento em Cultura e Turismo de Porto Seguro e se prepara para a retomada pós Covid-19

Desde o início da Pandemia, a Secretaria de Cultura e Turismo de Porto Seguro (Sectur) não para. Reuniões presenciais e on-line, estudo de casos e acompanhamento de ações de outros destinos tem sido realizados, para entender qual o melhor direcionamento para o pós Covid-19. Como em outras ocasiões, na tarde de ontem (23) foi realizada uma reunião com a Comissão de Finanças do Fundo Municipal de Turismo (Fundetur), para apresentar a prestação de contas de março de 2020, o planejamento da Gestão de Crise e a reestruturação de parâmetros do Direcionamento Estratégico para os próximos meses.

Inclusive, entre os itens, foram elencados os eventos do próximo semestre, que terão atenção especial, não só porque são eventos geradores de fluxo, mas também por conta de ser o Turismo a principal atividade econômica de Porto Seguro. O Secretário de Cultura e Turismo do Município, Paulo César Magalhães, frisou que a prefeitura e a secretaria, estão muito preocupadas com a retomada, quando destinos que melhor se prepararam durante a crise, que reservaram recursos financeiros já previamente destinados a serem aplicados em ações de promoção e fomento especificas, que pensaram seu reposicionamento estratégico e que tem uma melhor visão de futuro, estarão dentre os que se destacarão no mercado e terão melhores resultados econômico financeiros para seu trade.

“A realidade é que, quem não tiver recursos para tal, ficará para trás e as secretarias de Turismo organizadas terão que manter o foco no mercado, com ações inteligentes. No momento, a melhor estratégia é utilizar os recursos destinados ao Turismo para o fomento, na retomada e na reconstrução da atividade, gerando empregos e renda, trazendo a viabilidade econômica e financeira para a população da cidade, em primeiro lugar, e de todos os setores ligados direta e indiretamente, ao Turismo. A melhor ação é o necessário investimento econômico em diferencial competitivo, através de uma construção cooperada”, ressaltou.

Para o secretário, a reconquista de clientes, que irão ocupar os hotéis, gerar movimento no comércio local de lojas, de passeios e outros, gerando empregos e salários, é o caminho que a Secretaria de Cultura e Turismo escolheu. “Para isso, estamos realizando pesquisas de mercado, interno e emissor, Operadores e agentes de Turismo, companhias aéreas e empresas de transporte rodoviário turístico, para levantar dados mercadológicos de todos os segmentos e, com eles, traçar o plano de ação com inteligência competitiva. Além disso, estamos também compilando dados da pesquisa de guias de Turismo local e da classe artística cultural da cidade. Acreditamos que dessa forma será mais viável fortalecer a economia em um menor espaço de tempo”, finalizou.

Rede de Energia em Caraíva passa por revisão

Ler matéria

Planos de Retomada da Economia de Porto Seguro chegam na fase final

Ler matéria

Comissão Multidisciplinar do CMDT discute estruturação do Planejamento de Retomada da Atividade Turística de Porto Seguro

Ler matéria

Veja também

Contemplados do Carnaval Cultural 2020 recebem premiação

Ler matéria

Caraíva recebe fumacê como prevenção ao Aedes aegpti

Ler matéria

Sectur participa de reunião na Câmara sobre o Fundo de Turismo

Ler matéria